Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Polícia Federal apura fraude no fornecimento de material para curativos. - Rádio Solidária FM - 105,9 - Muito Mais Você

Fale conosco via Whatsapp: +55 49 991162328

No comando: Mandei Bem

Das 10:00 às 11:00

No comando: Encontro Serranos

Das 7:00 às 8:30

No comando: Top Fã

Das 8:30 às 10:00

No comando: Show Bandas

Das 07:00 às 10:00

No comando: BOM DIA SOLIDÁRIA

Das 08:00 às 10:00

No comando: Estação Solidária

Das 10:00 às 12:00

No comando: Mistura Total

Das 10:00 às 12:00

No comando: Raízes do Pampa

Das 10:00 às 13:00

No comando: Máquina do Tempo

Das 12:00 às 13:00

No comando: Domingaço

Das 13:00 às 15:00

No comando: SHOW DE BANDAS

Das 13:00 às 15:00

No comando: Show de Bandas

Das 13:00 às 15:00

No comando: TOP FÃ

Das 13:00 às 15|:00

No comando: Mandei Bem

Das 15:00 às 17:00

No comando: Antena Mix

Das 15:00 às 17:00

No comando: Arena 105

Das 15:00 às 17:00

No comando: ARENA 105

Das 15:00 às 17:00

No comando: LAÇO DO PEÃO

Das 17:00 às 19:00

No comando: Show Bandas

Das 17:00 às 20:00

No comando: Music Paradise

Das 19:00 às 20:00

No comando: Voz do Brasil

Das 19:00 às 20:00

No comando: Solidária Online

Das 20:00 às 07:00

Polícia Federal apura fraude no fornecimento de material para curativos.

A Polícia Federal de Chapecó deflagrou na manhã desta quarta-feira a Operação Bandagem, destinada a investigar grupo criminoso organizado que fraudava os cofres públicos mediante a entrega, para unidades de saúde públicas, de pacotes de gazes com quantidades muito inferiores das que deveriam constar no interior das embalagens. As gazes aqueles tecidos de algodão usados em curativos.

Nas investigações foram constatadas entregas irregulares relacionadas a duas licitações do município de Cordilheira Alta/SC e a uma licitação do município de Chapecó/SC. Em um dos casos, em pacotes que deveriam conter 500 unidades de gazes, havia apenas 162 unidades.

Há suspeita de que isso ocorria também em outros municípios. o momento, dimensionar os prejuízos financeiros causados aos entes públicos. Segundo apuração da polícia a fraude muitas vezes não era constatada nas unidades de saúde, gerando mais gastos em razão da necessidade de compra de mais materiais.

Estão sendo cumpridos 06 mandados de busca e apreensão nas cidades de Maringá/PR, Peabiru/PR e Francisco Beltrão/PR, em locais identificados como potenciais produtores, comerciantes e distribuidores dos pacotes de gazes fraudados.

Se comprovada a fraude os responsáveis serão indiciados pelos crimes de fraude em licitação e de formação de organização criminosa

A Administração Municipal de Chapecó informou que tem auxiliado a Polícia Federal nas investigações com o objetivo de apurar possíveis irregularidades no fornecimento de gazes.

O secretário de administração de Cordilheita Alta, Mauro Moresco, disse para a NSC TV que o município está colaborando com a investigação, recolheu os lotes de gazes, mas ainda não consegue calcular o prejuízo.

FONTE: nsctotal

Deixe seu comentário:

Publicidades